Tudo Sobre Pompoarismo

28/06/2016 0 Comentarios

Vamos começar pela definição. Segundo a especialista Regina Racco, “Pompoar é o mesmo que pulsar”. Essa pulsação ocorre dentro da vagina, de forma automática, no momento do orgasmo. E os responsáveis por este movimento são os músculos vaginais.

Porém, após o orgasmo, as mulheres não conseguem repetir estes mesmos movimentos de forma proposital. E sabe por que? Porque não foram ensinadas a exercitar os músculos vaginais adequadamente.

Abaixo, vamos aprender o passo a passo do Pompoarismo e já te digo: pratique esta arte e sinta uma mudança absurda em sua vida!

1º.Autoconhecimento

As mulheres têm o péssimo hábito de não olhar para sua vagina. O primeiro passo do Pompoarismo é perder este preconceito. Pegue um espelho e olhe para sua vagina, saiba como ela é, veja e aprecie cada detalhe. Acaricie este órgão, descubra as diversas sensações que podem vir dela. Enfim, moça: relacione-se com sua vagina!

 

2º.Músculos Vaginais

Eles existem e um bom exercício para senti-los de forma consciente é este: quando for fazer xixi, interrompa o jato da urina e conte até 10. Depois libere o restante. Percebeu? Este é o músculo que deve ser exercitado.

 

3º.Contrações

Esta é a parte prática onde você vai aprender a fazer as contrações dos músculos vaginais. Existem para tanto, dois exercícios fáceis, simples e muito necessários:

  • Fique de pé, encaixe os ombros, respire profundamente e aperte com força seu canal vaginal, como no momento em que interrompeu seu xixi. Segure por 3 segundos e solte. Esta atividade, além de exercitar os músculos, ajuda na libido.
  • Pense que sua vagina é um zíper aberto. Agora, de baixo para cima, feche o canal vaginal como se estivesse fechando um zíper.

 

4º.Exercícios Posturais

As atividades posturais que irei descrever abaixo, devem ser feitas todos os dias, de preferência com o auxílio de acessórios próprios para esta prática.

  • Em pé: encaixe os ombros e os quadris, abra levemente as pernas e coloque as mãos na cintura. Faça 15 repetições de contrações rápidas, enquanto você leva seu quadril para frente e para trás. Relaxe, respire e repita esta atividade 4 vezes.
  • Sentada: fique em uma postura com os ombros e quadris bem encaixados, coloque as pernas um pouco abertas e paralelas e suas mãos devem ficar por cima de suas coxas. Agora faça o exercício de sucção (zíper) lentamente, segure enquanto conta até 10 e relaxe. Faça este movimento 10 vezes, relaxe, respire e repita a atividade por 3 vezes.
  • Agachada: nesta posição, você vai fazer o movimento de sucção (zíper) lentamente e, logo em seguida, fazer o movimento de expulsão, como se você estivesse expulsando o xixi. Respire, relaxe e repita esta atividade por 15 vezes.
  • Deitada: deite de costas no chão, flexione os joelhos e deixe seus braços ao lado do seu corpo em repouso. Agora levante o quadril e contraia o músculo da vagina. Permaneça assim enquanto conta até 10. Abaixe o quadril, relaxe, respire e repita esta atividade 10 vezes.

 

5º.Acessórios para a Técnica

Do mesmo jeito que você exercita os músculos do corpo numa academia, usando aparelhos e alteres; assim também você deve exercitar os músculos vaginais. Para isso, é indispensável o uso desses aparelhos:

  • Colar Tailandês: é um colar com 5 bolinhas, sem peso expressivo. É indicado para os iniciantes da prática e ajuda você nos movimentos de sucção e expulsão.
  • Cones: são pequenos pesos, em formato de cone que vão de 20 á 70 gramas. São usados para fortalecimento dos músculos, principalmente em atividades de fechamento do canal vaginal.
  • Bem wa: composto por duas bolinhas, são excelentes para as mulheres identificarem a diferença entre os músculos do assoalho pélvico e os músculos abdominais.
  • Bastão de treinamento: usado para exercitar o movimento de sugar o pênis, pois tem o mesmo formato do membro masculino.

Por fim, queridas, o mais importante desta técnica milenar não é toda sensação sexual que ela proporciona para você e seu parceiro, mas os inúmeros benefícios para sua saúde. Benefícios que evitam: infecções urinárias decorrentes, candidíase, incontinência urinária, dentre outros.

Deixe um Comentario