Flatos Vaginais

29/04/2016 0 Comentarios

Flatos Vaginais

 

Poucas situações no campo sexual são tão constrangedoras quanto os flatos vaginais, ou no jargão popular, gazes vaginais. Aqueles temidos e indesejáveis gazes que escapam pela vagina promovendo sons nada confortáveis, geralmente durante a penetração. Há um tempo atrás este assunto foi largamente discutido por mulheres no Brasil inteiro, tendo sido até tema de vídeos feitos por blogueiras famosas.

 

O que me causou surpresa foi escutar num desses vídeos que “flatos vaginais são a coisa mais normal do mundo”. Sim, é normal acontecer. Mas em nenhum momento foi aventado que existem algumas formas deste incômodo ser evitado. Quê isso, minha gente? Tanta tecnologia e você vai ficar aí deixando ar escapar pela vagina?

 

Primeiro vamos entender: por que os flatos vaginais ocorrem? Pesquisei muito e descobri que quando o canal vaginal é um pouco mais largo do que o pênis, este minúsculo espaço que existe entre os dois permite a entrada de ar, durante o ato de penetração. Ou seja, o “entra e sai” do pênis, promove a entrada de ar. E é lógico que este ar não vai ficar lá dentro, né? Então é no momento da saída dele que os ruídos acontecem e estes ruídos são idênticos aos flatos anais.

 

 

Porém, queridas e queridos, o bom Deus permitiu que inventassem algumas soluções bastante práticas e eficazes para esta situação. A primeira delas é o Gel Adstringente, que eu prefiro chamar de “Santo Gel Adstringente”, tamanha sua eficácia. Ele simplesmente reduz momentaneamente o canal vaginal, o que, cá entre nós, aumenta o prazer do casal e ainda reduz significativamente as chances dos flatos inconvenientes.

 

 

E se a vagina pode reduzir, o pênis também pode aumentar. Sim, isso é possível. Para tanto existem as bombas penianas. Essas belezinhas, usando o conceito básico da sucção, podem aumentar momentaneamente a espessura do pênis. O que, por consequência irá acabar com o espaço entre o pênis e a vagina. Além, é claro, de proporcionar mais prazer, né?

 

 

Outra técnica excelente e que não só a deixará livre deste transtorno, mas também trará benefícios incontáveis para sua saúde sexual e vaginal é a prática do pompoarismo. Para isso, você pode adquirir material de estudo, como cursos em DVD’s, livros e as famosas bolinhas de pompoar, que são acessórios para fortalecimento da musculatura do assoalho pélvico (MAP).

 

 

Enfim, o mais importante é ser feliz e se entregar aos prazeres do sexo, sem neuras, sem amarras.

 

Etiquetas: Sexo Dicas Sexo

Deixe um Comentario